Notícias

Emily Lima, a primeira mulher a assumir a seleção brasileira de futebol feminino

20/11/2016 23:24

É a primeira vez que uma mulher assume a função na equipe principal feminina.

Emily Lima, a primeira mulher a assumir a seleção brasileira de futebol feminino

Rio de Janeiro -  A CBF deu um passo importante na valorização do futebol feminino. No dia em que divulgou melhorias ao Brasileirão da categoria, com a realização de série A e B e o investimento financeiro maior em 2017, a entidade anunciou Emily Lima como a técnica da seleção brasileira no lugar de Oswaldo Alvarez, o Vadão.

É a primeira vez que uma mulher assume a função na equipe principal feminina. A demissão de Vadão aconteceu horas depois em que o treinador foi confirmado entre os 10 finalistas do prêmio da Fifa de melhor treinador da temporada no futebol feminino. À frente da seleção após dois anos e cinco meses, Vadão teve 53 jogos, 30 vitórias, 12 empates e 11 derrotas. Além de dois títulos do Torneio Internacional de Futebol Feminino (2014, 2015), Copa América de 2014 e ouro nos jogos pan-americanos de Toronto em 2015, o técnico conduziu a seleção brasileira ao quarto lugar dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro.

Tida como a mais preparada para assumir o cargo, Emily fez, em outubro, o curso Licença B, da CBF, para treinadores de categorias de base e tem como um dos objetivos treinar uma equipe masculina. Além de treinar as seleções sub-15 e sub-17, a treinadora de 36 anos estava à frente do São José-SP, um dos melhores times do Brasil, e perdeu a final da Copa do Brasil recentemente para o Audax/Corinthians.

Emily iniciou a carreira de jogadora no Saad, de São Paulo, um dos primeiros times femininos no Brasil. Depois de passar por outros clubes no país, atuou por cinco anos na Europa. Em 2009, aos 29 anos, encerrou a sua carreira como atleta na Itália, devido a diversas lesões no joelho. Paulista naturalizada portuguesa, atuou como volante da seleção de Portugal de 2007 a 2009. Como treinadora, Emily começou em Portugal, como auxiliar técnica. Em 2012, comandou o Juventus-SP e, depois, o São Caetano do Sul, onde ficou até assumir o São José-SP. O primeiro compromisso de Emily no comando da equipe nacional será o Torneio Internacional de Manaus, em dezembro.

PRIMEIRA CONVOCAÇÃO  -  Emily Lima, realizou neste dia 14 de novembro, sua primeira convocação. Na lista, ela deixou de fora as consagradas Marta e Cristiane e chamou 5 jogadoras do Corinthians/Audax: a goleira Letícia, a lateral Camila, a meia Thaisa e as atacantes Nenê e Chu. O Corinthians é o atual campeão da Copa do Brasil, quando bateu justamente o time que Emily defendia antes de assumir a Seleção, o São José, na final.

A convocação foi anunciada pelo site oficial da CBF e a treinadora não deu explicações sobre a lista. As 23 jogadoras foram selecionadas para disputar o Torneio Internacional de Manaus, de 7 a 18 de dezembro. O Brasil já venceu seis vezes a competição. A veterana Formiga, de 38 anos, e mais 12 atletas que defenderam o Brasil nos últimos Jogos Olímpicos seguem na equipe. Confira a lista: Goleiras – Bárbara (CBF), Letícia (Corinthians) e Viviane (São José); Zagueiras - Rafaelle (Changchun Volkswagem - China), Mônica (Adelaide United FC - Austrália), Bruna Benites (Avaldsnes Idrettslag - Noruega) e Ana Alice (Kiryat Gat - Israel); Laterais – Camila (Corinthians), Tamires (Fortuna Horring - Dinamarca), Fabiana (Dalian   Quanjian - China) e Poliana (Houston Dash - EUA); Meio-campo - Formiga (CBF), Thaisa (Corinthians), Andressinha (Houston Dash - EUA), Gabi Ceará (Braga - Portugal), Debinha ( Dalian Quanjian - China), Rosana (São José) e Gabi Zanotti (Dalian Quanjian - China); Atacantes – Rafaela (Francana), Nenê (Corinthians), Millene (Rio Preto), Bia Zaneratto (Huyndai Steel Red Angels - Coreia do Sul) e Chu (Corinthians).



Compartilhar |

Leia Também